terça-feira, Janeiro 16, 2007

Star Wars: Exposição Oficial em Lisboa

May the Force be with You

A Exposição Oficial Star Wars no Museu da Electricidade em Lisboa, evento que assinalei por aqui em Outubro de 2006, encerrou em Lisboa no passado fim de semana, no dia 14 de Janeiro de 2007, indo agora a caminho da cidade do Porto, na Exponor.

Era uma oportunidade única e um evento que, como (ou deverei dizer Fanaticus) da épica saga, não poderia deixar de visitar pelo que, como bom e típico Português, deixei a visita não para o ultimo dia mas para o penúltimo dia, foi quando a vida profissional e pessoal assim o permitiu.

A exposição Star Wars no Museu da Electricidade, um evento tão à porta de casa e com os seus anunciados 2000m2 de material suculento, tinha-me aguçado a curiosidade desde a altura da sua primeira noticia.

Os 10 Euros de entrada por pessoa talvez não fossem o factor mais convidativo, mas a promessa de ver algo inesquecível era bastante apelativa, pelo que não poderia deixar passar a ultima hipótese e no passado Sábado peguei em companhia para a aventura e lá me dirigi ao evento.

A tarde até estava agradável para esta altura do ano, com o Sol a perder alguma da sua vergonha, as filas não eram muitos extensas - seria algum sinal, talvez? - e espírito de colaboração entre as pessoas que estavam na fila até deu para arranjar um desconto de 1 Euro por entrada ali na hora: bastava dar um salto ao Amo-Te Tejo, ali mesmo ao lado da Bilheteira, pegar na Magazine Amo-te Tejo de Dezembro, apresentá-la na Bilheteira, e usufruir de um desconto de 1 Euro por bilhete. Houve por lá algumas revistas que se fartaram de passar de mãos em mãos...

Munido dos bilhetes, maquina digital de 4Mp pronta - pobre, mas é que se arranja por enquanto - e um bom suprimento de baterias para a mesma, eis que subo a escada em direcção à entrada da exposição e que sou recebido com a inconfundível musica da saga...

E assim dei inicio a 3 horas de meia de visita à exposição, e um rescaldo de mais de 450 fotografias tiradas.

Devo dizer que gostei de visitar a exposição, talvez por ser fã seria difícil não gostar, mas os sentimentos de satisfação são algo mistos.

Em termos de objectos e conteúdos em exposição o evento acaba por impressionar, mas não é espectacular nem sequer arrasador.

Somos deparados de facto com uma multitude de modelos e naves em tamanho real que foram usadas nos filmes; fatos de toda a saga; esboços; desenhos; miniaturas; figuras; vídeos a explicar efeitos, filmagens, excertos dos filmes; o R2D2, o C3PO , um Han Solo em Carbonite, um Yoda, e claro Darth Vader.

Mas algumas falhas deitaram abaixo algum do entusiasmo.

Não consigo explicar a inexistência de modelos como o de um X-Wing, de um Y-Wing, de um Millennium Falcon, naves basilares e identificadoras do universo da saga. Haviam muitas, muitas mais, mas esta falta era notória.

Penso que foi dada uma maior relevância na exposição aos últimos filmes da saga - que têm o seu valor, claro - em detrimento dos trilogia original. E isto para pessoas de alguma idade, como eu, que se identificam mais com a trilogia original, é um vazio que não se pode deixar de notar.

Mas os modelos e peças que efectivamente por lá estavam deram para encher o olho - e alguns devo admitir que em grande - e satisfazer parte das expectativas.

Fiquei particularmente maravilhado com o sistema holográfico na exposição. Muito, muito BOM.
Tive pena de não tomar nota da empresa portuguesa que montou o sistema.

No entanto em termos expositivos, se assim se pode dizer, o evento é de uma pobreza de aproveitamento de espaço talvez atroz.

O espaço providenciado pelo Museu da Electricidade é muito bom mas parece-me que foi completamente subaproveitado. O Museu da Electricidade providencia algum ambiente mecânico que pode de facto potenciar a exposição, mas também impõe alguns labirintos nocivos ao próprio circuito da exposição. Leva-me a pensar se o antigo recinto da FIL, mesmo ali ao lado (não sei se ainda existe como espaço), mesmo que mais pobre não teria providenciado um melhor espaço para esta exposição.

Alguns dos espaços não foram minimamente cuidados - devo dizer que ver um modelo em tamanho real de uma nave com um poster enorme um pouco sujo com um esquema de um bomba de água não é muito apelativo...

Apesar de existir um trajecto definido para a exposição - tal como está indicado no folheto, um circuito de locais e planetas do universo da saga - devo dizer que a grande maioria do material me pareceu disposto sem o mínimo de lógica ou sequência, plantado dentro de caixas de vidro já algo manchadas, deixados como se ao acaso.

Certas partes do trajecto acabam por se tornarem desinteressantes, monótonas, tristes... o que acaba por ser absolutamente incrível, sabendo-se a matéria prima de que se dispõe no universo fantástico da saga em que este evento se insere, e o expectável e incondicional interesse e devoção que os fãs demonstram.

E ainda outra coisa inacreditável... certos objectos em exposição já encontravam desmontados, soltos, ou quase que pareciam partidos... o que a adicionar a vitrinas algo sujas e manchadas denota um pobre e/ou inexistente trabalho de manutenção.

E a finalizar, o fim do circuito da exposição é algo confuso - tive que orientar diversas pessoas que andavam perdidas e nem queriam acreditar que a mesma tinha acabado - e o espaço da loja de merchadising também é algo pobre. Tudo parece ter rodado à volta das típicas t-shirts - revoltas em pobres prateleiras quase vazias, expostas quase como numa qualquer feira, nem consegui comprar uma - pouco material, e o que era remotamente interessante também era caro demais.

Em todos os aspectos apontados, o evento fica algo por baixo, algo com enorme potencial mas pobre.

Não era preciso muito mais... apenas mais algum cuidado (não muito), mais algumas peças (nem sequer muitas mais) em exibição, e algum brio de gestão e manutenção de espaço... e teria sido algo memorável.

Mas seja o evento Star Wars com a dimensão que o nosso país merece.
Daria para mais? Eu gosto de pensar que sim, mas posso estar enganado.

E a badalada visita do George Lucas ao evento... bem, parece não ter ocorrido... não deve ter de um rumor, de uma intenção de... e também devo dizer que até acho que o valor acrescentado da mesma seria algo duvidoso.

Mas devo dizer que em ultima analise não dou o tempo nem o evento como perdido, e até voltava a fazer uma segunda volta para ver certas coisas em mais detalhe se tivesse oportunidade para tal.

Abaixo podem encontrar uma pequena galeria com algumas das mais de 450 fotos que tirei na exposição. Não estão nada de especial - a máquina digital não é espectacular e o artista também não, e foram reduzidas para poupar algo espaço - mas penso que dá para ter uma ideia da mesma, a quem não tenha passado por lá.




É aproveitar e dar uma olhadela, se tal vos interessar.

A Força, essa, estará sempre connosco.

Sem comentários: